sexta-feira, 24 de julho de 2009

O que a ciência humana ainda falta inventar?

Desde muito tempo ouço essa mesma pergunta soando em todos os lugares. Mesmo para profissionais da tecnologia da informação às vezes certas coisas já não são surpresas, isso é explicado pelo simples motivo que antes mesmos de chegar ao conhecimento das pessoas comuns a existência de certas tecnologias, nós já estamos sabendo dessas novidades justamente por estamos nessa área e sermos dela. Eu me considero um profissional de TI (tecnologia da informação) com uma visão bem aguçada, vejo algumas tendências que já estão mostrando alguns sinais de sua existência hoje e serão a sensação do momento somente daqui a 10 ou 20 anos, mas sinceramente não imaginava que seria algum dia pego de surpresa, até que esse dia realmente chegou. Mas antes de mostrar o que literalmente me deixou de boca aberta veja essa impressora que “imprime” imagens e textos temporários no ar usando jatos de água:


Você ficou impressionado com isso? Sinceramente esta impressora não é nada se comparado com o que foi apresentado no Jornal da Globo do dia 23 de julho 2009 é uma impressora que imprime objetos em nas 3 dimensões, isso mesmo os objetos tem altura, largura e comprimento como se fossem reais. Como diz aquele ditado “uma imagem vale mais do que mil palavras” vejam com seus próprios olhos o que o mundo da tecnologia desenvolveu e dessa vez eu não esperava que um dia isso fosse inventado:



Isso é realmente uma revolução no mercado coisa para um Nobel Nelas, não há papel. Tudo é feito em plástico ou gesso. Como minha mãe já dizia que no futuro iremos apertar em um botão e o defunto se levantará e irá sozinho para o cemitério hehehe :-). Sinceramente não sei o que o homem ainda tem para inventar?

Com uma dessas não perderia a piada, talvez a pergunta anterior seja respondida nesse vídeo:



Referências:

http://g1.globo.com/jornaldaglobo/0,,MUL1241138-16021,00-A+REVOLUCAO+NO+MERCADO+DE+IMPRESSORAS.html


http://charges.uol.com.br/2003/02/01/mundo-brinquedo-novo-do-bush/

Nenhum comentário: