quarta-feira, 9 de junho de 2010

Software Livre ou até mesmo Linux Causa Desemprego?

Segue trecho de uma entrevista em Especial para a Folha Online de Gerson Schmitt conselheiro da AbEs (Associação Brasileira das Empresas de Software):

...A adoção do software livre pode gerar desemprego no setor de tecnologia, reduzir salários de profissionais, desestimular o desenvolvimento de produtos nacionais e vazar, gratuitamente, os conhecimentos gerados no país. Além disso, os ganhos prometidos pelo software livre podem ser pura ilusão. Afinal, não há garantias de que manter o software livre seja mais econômico do que as plataformas comerciais, segundo estudos realizados por diversos institutos idôneos...”

Interessante é que ele discursa estas palavras como se ele entendesse as filosofias e conceitos do software livre e defende muito bem o software comercial, porém sem argumentos suficientes para isso, a Microsoft sempre desenvolveu sistemas para todas as necessidades como o modelo de negócio da Microsoft foi sempre manter ele fechado não existe possibilidade de adaptação do sistema a realidade da empresa e muitas vezes ocorre o oposto, a empresa se adapta ao softwares da Microsoft, porém no Linux é diferente, existe a possibilidade de modificação do sistema e adaptação a realidade empresarial, segundo Carlos E. Morimoto o software livre não gera desemprego ocorre o inverso, ter um software personalizado sempre será uma enorme vantagem competitiva, até mesmo financeiramente, então se gera mais emprego em consultoria de empresas especializadas no Linux. E essa é a tendência atual do mercado, comprando soluções prontas e modifica-las ao gosto do cliente, mas na maioria mantendo a propriedade isso é o que acontece quando adotam softwares comerciais, sendo que com alguns desses aplicativos são desenvolvidos para as empresas de grande porta e médio, se for comparado cada corporação no mesmo departamento, elas funcionam de formas diferentes e para elas é melhor seguir um modelo deste tipo de adaptação já o Linux oferece isso na plataforma em termo de sistema operacional que é a base de um sistema.
Diante do já explicito, alguns já devem conhecer as vantagens do Mac OS, ele é um sistema operacional produzido especificamente para um hardware também é especifico para O Mac e todos conhecem a estabilidade do sistema e as vantagens dele, semelhantemente é possível adaptar-se o Linux a um hardware, já que ele é livre e existe a possibilidade da recompilação de suas partes tornando-os tão adaptado se fosse um sistema especialmente desenvolvido para este Hardware e vice-versa. Assim o Linux busca eficientemente usar os recursos de hardware, sendo que eficiência é muito importante no que se refere aos processos isso muito procurada pelos Administradores de sistemas. A possibilidade de modificar o Linux é apenas uma opção de customização e não de obrigação e neste modelo o open-source financeiramente é muito mais econômico que o comercial e isso tudo não é ilusão é pura realidade do mercado. Além de tudo isso a licença do Linux não permite usar os seus códigos em softwares comerciais, porém nada impede de se desenvolver aplicativos comerciais para ele, mas não poderá se aproveitar do trabalho realizado por outros para ganhar dinheiro e isso se chama direito autoral.

Nenhum comentário: